Shout

 

Letra: Roland Orzabal e Ian Stanley

Vocais: Roland Orzabal e Curt Smith

Vocais de Apoio: Sandy McLelland

Bateria: Chris Hughes 

Ano de Lançamento:  26 de novembro de 1984 (Single 'Shout' - UK)

 

Shout Grite

 

Shout

Shout

Let it all out

These are the things

I can do without

Come on

I'm talking to you

Come on

 

Shout

Shout

Let it all out

These are the things

I can do without

Come on

I'm talking to you

Come on

 

In violent times

You shouldn't have to sell your soul

In black and white

They really really ought to know

Those one track minds

That took you for a

working boy

Kiss them goodbye

You shouldn't have to jump for joy

You shouldn't have to jump for joy

 

Shout

Shout

Let it all out

These are the things

I can do without

Come on

I'm talking to you

Come on


They gave you life

And in return you gave them hell

As cold as I ice

I hope we live to

tell the tale

I hope we live to

tell the tale


Shout

Shout

Let it all out

These are the things

I can do without

Come on

I'm talking to you

Come on

 

Shout

Shout

Let it all out

These are the things

I can do without

Come on

I'm talking to you

Come on

 

Shout

Shout

Let it all out

These are the things

I can do without

Come on

I'm talking to you

Come on

 

And when you've taken down your guard

If I could change your mind

I'd really love you break your heart

I'd really love you break your heart


Shout

Shout

Let it all out

These are the things

I can do without

Come on

I'm talking to you

Come on

 

Shout

Shout

Let it all out

These are the things

I can do without

Come on

I'm talking to you

Come on

 

Grite

Grite

Ponha tudo para fora

Estas são as coisas

sem as quais eu posso me arranjar

Vamos

Eu estou falando com você

Vamos

 

Grite

Grite

Ponha tudo para fora

Estas são as coisas

sem as quais eu posso me arranjar

Vamos

Eu estou falando com você

Vamos

 

Em tempos violentos

Você não devia ter de vender sua alma

Em preto e branco

Eles realmente, realmente deviam saber

Aqueles mentes-estreitas

Que pensaram que você fosse um

rapaz trabalhador

Dê-lhes um beijo de adeus

Você não devia ter de pular de alegria

Você não devia ter de pular de alegria

 

Grite

Grite

Ponha tudo para fora

Estas são as coisas

sem as quais eu posso me arranjar

Vamos

Eu estou falando com você

Vamos


Eles te deram vida

E em troca você deu-lhes o inferno

Tão frio quanto gelo

Eu espero que nós sobrevivamos para 

contar a história

Eu espero que nós sobrevivamos para

contar a história


Grite

Grite

Ponha tudo para fora

Estas são as coisas

sem as quais eu posso me arranjar

Vamos

Eu estou falando com você

Vamos

 

Grite

Grite

Ponha tudo para fora

Estas são as coisas

sem as quais eu posso me arranjar

Vamos

Eu estou falando com você

Vamos

 

Grite

Grite

Ponha tudo para fora

Estas são as coisas

sem as quais eu posso me arranjar

Vamos

Eu estou falando com você

Vamos

 

E quando você tiver baixado sua guarda

Se eu pudesse te fazer mudar de idéia

Eu realmente adoraria partir seu coração

Eu realmente adoraria partir seu coração


Grite

Grite

Ponha tudo para fora

Estas são as coisas

sem as quais eu posso me arranjar

Vamos

Eu estou falando com você

Vamos

 

Grite

Grite

Ponha tudo para fora

Estas são as coisas

sem as quais eu posso me arranjar

Vamos

Eu estou falando com você

Vamos

 

Curiosidades:

 

    'Shout' é uma das principais canções do álbum, e da história da banda. Junto com "Mothers Talk" (1984), foi a música que evidenciou um maior rompimento sonoro quando comparado ao "The Hurting", com uma maior utilização de guitarras, por exemplo.       

    O oitavo single da banda lançado, alcançou a 4ª posição no "Uk Singles Chart", e posteriormente, a 1ª colocação no "Hot 100 da Billboard" em 3 de agosto de 1985, onde por lá ficou durante 3 semanas. Ficou entre as 10 mais tocadas em 25 países.

    Considerada um "hino do synth-rock", 'Shout', foi composta por percussão pesada, vocais femininos, solo de baixo, e um longo solo de guitarra (o que ainda não havia sido visto), 

    O sucesso da canção foi tão grande, que ela se tornou a música mais remixada da banda, tendo aproximadamente 15 versões diferentes com o selo oficial da banda. Outro ponto interessante, é no que tange à cover, ela dentre outras, teve destacada três regravações: "Shout 2000", feita pela banda de heavy metal Disturbed, como também por Joan Baez, Jarle Bernhoft e Insane Clown Posse.

 

Roland Orzabal (adapt):

    "A música foi escrita na minha sala, com apenas um pequeno sintetizador e uma bateria eletrônica. De início, eu tinha apenas o refrão, o que era repetitivo, então toquei para Ian Stanley e Chris Hughes para ver o que pensavam, ao mesmo tempo que achava a música apenas uma boa faixa para o álbum, eles não tinham dúvida que seria um sucesso mundial.

    Várias pessoas acham que 'Shout' é mais uma canção sobre a 'Teoria do Grito Primal', dando continuidade ao letricismo do primeiro álbum. Na verdade, há uma preocupação maior com o protesto político. Sendo a canção de 1984, procuramos abordar uma preocupação que ainda pairava sobre a cabeça das pessoas, no que tangia às consequências da Guerra Fria, foi basicamente um incentivo para o protesto.

    Foi a primeira música que de fato, deixamos a introspectividade do início de nossa carreira, e nos colocamos a cara no mundo'..."

 

Curt Smith (adapt.):

    "Trata-se de um protesto na medida em que incentivamos as pessoas a não fazerem coisas, sem antes questioná-las. As pessoas agem sem pensar, porque esse é o modo em que as coisas naturalmente correm... Então, é uma música, em geral, sobre a forma como o público aceita qualquer dor, culpa antiga que é jogada neles."

Comentários: Shout

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!